Dicas para reformar sua casa de forma econômica: guia completo

Tempo de leitura: 8 min

Escrito por isabella
em novembro 29, 2023

Reformar a sua casa pode ser um projeto emocionante, mas muitas vezes a ideia de gastar uma pequena fortuna para alcançar o resultado desejado pode ser assustadora. No entanto, a boa notícia é que é possível transformar e aprimorar o seu espaço sem esvaziar a sua carteira.

Escolha de materiais duráveis e acessíveis

Selecionar materiais de alta qualidade que se ajustem ao seu orçamento é um passo crucial em qualquer projeto que envolva reformar um imóvel, seja uma casa, um sobrado ou um apartamento.

A qualidade dos materiais desempenha um papel fundamental na durabilidade, estética e na economia a longo prazo, seja em reformas comerciais ou residenciais.

Quando se trata de escolher pisos, por exemplo, a opção de laminados em vez de madeira maciça pode ser uma escolha inteligente. Os laminados oferecem a aparência de madeira a uma fração do custo, tornando-os uma alternativa econômica.

Além disso, eles são resistentes a desgastes e manchas, tornando-os uma escolha durável para áreas com alto tráfego. Ao escolher tintas de boa qualidade, você está investindo em um acabamento resistente que reduzirá a necessidade de retoques frequentes.

Tintas baratas podem economizar dinheiro no curto prazo, mas geralmente não duram tanto quanto as tintas de qualidade superior.

Essas soluções, quanto tantas outras, podem ser aplicadas em reformas em geral, desde que sejam devidamente planejadas e executadas por mão de obra especializada, respeitando todas as normas técnicas.

Economizando na contratação de profissionais

Quando se trata de reformar sua casa de forma econômica, a contratação de profissionais para realizar o trabalho pode ser uma das maiores despesas.

No entanto, existem estratégias inteligentes que podem ajudar a economizar nesse aspecto, permitindo que você mantenha o seu orçamento sob controle.

Uma maneira de economizar consideravelmente na sua reforma é avaliar suas próprias habilidades de “faça você mesmo”, ou DIY (do it yourself).

Se você tiver conhecimentos e experiência em trabalhos manuais, considerar a realização dessas tarefas por conta própria pode ser uma opção viável. Essas tarefas podem ser trabalhos que não demandam um conhecimento aprofundado e profissional, como:

  • Instalação de pisos simples;
  • Montagem de móveis;
  • Pintura superficial;
  • Substituição de telhas.

Isso reduzirá os custos de mão de obra e permitirá que você contribua de forma ativa para o projeto. Ao invés de recorrer a grandes empresas de construção ou reforma, considere a contratação de profissionais locais.

Os profissionais autônomos ou pequenas empresas locais geralmente oferecem preços mais competitivos em comparação com empreiteiras maiores, seja para a instalação de dispositivos de controle de portão eletrônico, por exemplo, seja outros serviços de pequena monta.

Além disso, ao apoiar os profissionais locais, você pode fortalecer a economia da sua comunidade. Para garantir que você está obtendo o melhor negócio, é fundamental solicitar orçamentos de diferentes profissionais.

Compare os preços, prazos e referências antes de tomar uma decisão. Isso não apenas ajuda a economizar dinheiro, mas também garante que você escolha profissionais que atendam às suas necessidades e expectativas.

Uma estratégia intermediária é trabalhar em colaboração com profissionais. Isso envolve a execução de parte do trabalho, enquanto os especialistas lidam com as tarefas mais complexas e técnicas.

Dessa forma, você economiza em custos de mão de obra e ainda se beneficia da experiência e habilidades dos profissionais.

Maximizando o espaço e reaproveitando móveis

Quando se trata de reformar sua casa de forma econômica, a otimização do espaço e o reaproveitamento de móveis e objetos existentes são estratégias valiosas para economizar dinheiro e recursos.

Repensar a organização dos ambientes e a utilidade dos seus pertences pode resultar em uma transformação significativa sem comprometer o orçamento.

Antes de embarcar em uma grande reforma, avalie cuidadosamente o espaço disponível. Considere como você pode otimizar a utilização de cada centímetro.

Isso pode envolver a reorganização dos móveis para criar espaços mais funcionais, a eliminação de elementos desnecessários ou a instalação de prateleiras e armários para melhorar o armazenamento.

Pequenas mudanças na disposição dos móveis e na organização dos espaços podem fazer uma grande diferença. Em vez de comprar novos móveis, pense em como você pode reaproveitar os móveis e objetos que já possui.

Às vezes, uma camada de tinta nova, uma reforma simples e um assentamento de porcelanato que combina melhor, ou até mesmo uma reorganização criativa podem dar uma nova vida aos seus pertences.

Por exemplo, uma mesa antiga pode ser lixada e pintada para parecer nova, ou prateleiras antigas podem ser transformadas em unidades de armazenamento eficientes.

A reutilização de móveis e objetos existentes não apenas economiza dinheiro, mas também reduz o desperdício e promove práticas mais sustentáveis. Ao evitar descartar móveis que ainda estão em boas condições, você contribui para a preservação do meio ambiente.

Orçamento detalhado para uma reforma econômica

Criar um orçamento detalhado é um dos passos mais cruciais para garantir que sua reforma seja não apenas econômica, mas também bem-sucedida. Definir prioridades e evitar gastos supérfluos são práticas que podem fazer toda a diferença no seu projeto.

Ao iniciar uma reforma, é fundamental criar um orçamento detalhado que leve em consideração todos os aspectos do projeto. Isso inclui não apenas os materiais e a mão de obra, mas também os custos indiretos, como licenças, permissões e possíveis despesas imprevistas.

Defina limites claros para cada categoria de gastos, o que ajudará a manter o controle das finanças. Dentro do seu orçamento, é essencial estabelecer prioridades.

O que é mais importante para você na reforma? Pode ser a renovação da cozinha, a atualização dos banheiros ou a criação de um espaço de convivência ao ar livre.

Definir prioridades permite que você aloque seus recursos de maneira eficaz, evitando gastos excessivos em áreas menos críticas.

Durante uma reforma, pode ser tentador ceder a impulsos de gastos supérfluos. Afinal, as opções de design e decoração são infinitas. No entanto, manter o foco nas prioridades estabelecidas em seu orçamento ajudará a evitar esses gastos desnecessários.

Ao se deparar com decisões de compra, pergunte a si mesmo se o item em questão é realmente essencial para o resultado desejado.

Ao longo do projeto, é crucial monitorar de perto seus gastos, seja com levantamento planialtimétrico, em um terreno que precisa de ajustes, ou outros serviços que permitem reformar sem contratempos.

Mantenha um registro de todas as despesas, desde pequenas compras de materiais até pagamentos a profissionais. Isso permite que você esteja ciente de como o dinheiro está sendo gasto e evita surpresas desagradáveis no final.

Além disso, esteja disposto a ajustar o orçamento conforme necessário. Às vezes, imprevistos acontecem, e ter uma margem de flexibilidade em seu orçamento é uma prática inteligente.

Planejamento adequado evita surpresas na reforma

O planejamento cuidadoso, junto a uma conversa com a administração de condomínios, se for o caso, é a espinha dorsal de uma reforma bem-sucedida e econômica.

Três aspectos cruciais que merecem atenção especial incluem a definição de prazos realistas, a necessidade de contingências financeiras para imprevistos e a importância de obter todas as aprovações necessárias antes de iniciar o projeto.

O planejamento adequado não apenas mantém o processo sob controle, mas também evita surpresas desagradáveis ao longo do caminho.

Estabelecer prazos e metas realistas é fundamental

Um cronograma bem-planejado ajuda a manter o projeto no caminho certo e evita estresse desnecessário. Considere cuidadosamente o tempo necessário para cada etapa da reforma, desde a seleção dos materiais até a conclusão do trabalho.

Lembre-se de que imprevistos podem surgir, portanto inclua alguma margem de tempo para lidar com essas situações, como aterramento elétrico em toda a estrutura de energia, sem comprometer o prazo final.

É crucial ter contingências financeiras disponíveis para lidar com esses imprevistos. Reserve uma parte do seu orçamento para possíveis problemas, como danos estruturais inesperados, problemas elétricos ou hidráulicos não identificados inicialmente.

Ter esse “colchão” financeiro garantirá que você não seja pego de surpresa quando os desafios surgirem. Antes de iniciar qualquer projeto de reforma, é fundamental fazer uma análise preliminar de risco e obter todas as aprovações e licenças necessárias.

Dependendo do tipo e da escala da reforma, isso pode incluir aprovações municipais, autorizações de construção e até mesmo aprovações de associações de proprietários, se aplicável. Ignorar esse passo pode resultar em atrasos, multas e complicações legais.

Conclusão

A busca por uma casa renovada e com a sua personalidade pode ser realizada de forma econômica, desde que você esteja disposto a planejar, pesquisar e aplicar as estratégias certas.

Reformar sua casa não precisa ser um processo caro e estressante. Com as dicas abordadas neste guia, você estará no caminho certo para criar um ambiente mais agradável, funcional e atraente, enquanto mantém o orçamento sob controle.

Vale ressaltar que a economia não está apenas relacionada ao dinheiro, mas também à sabedoria e à criatividade na hora de renovar seu lar. Dessa maneira, comece sua jornada de forma econômica e desfrute de uma casa que reflete verdadeiramente o seu estilo e necessidades.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, em parceria com o site Bonhotel, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade